Google+ Followers

domingo, 5 de julho de 2009

Deixem o menino em paz!


Maria J Fortuna

Coisa muito mais triste do que a morte e sepultamento do ídolo Michael Jackson, é ver a mídia dando noticias, sem parar, sobre os aspectos mais íntimos da vida do ídolo e a mobilização da multidão em torno do acontecimento... Depois de exposta a vida devassada da família Jackson , chega notícia do mega enterro. Vi, ontem, em manchete nas bancas de revista, o preço do caixão estampado, sem o mínimo escrúpulo! O enterro vai ser um espetáculo muito maior do que qualquer uma de suas apresentações! Fico me perguntando... Por que estas pessoas fazem tanta questão de ver aquele corpo inerte, macerado, tão surreal como foi sua vida? E tem inscrição e sorteio para participar do fúnebre show!
Michael, menino perdido nele mesmo, pássaro ferido dentro de sua gaiola de ouro, tudo que queria era brincar com a vida, com os filhos, com as crianças do mundo inteiro! Sempre o senti menino triste, escondido em suas fantasias coloridas. Até sua sexualidade me parecia infantil. Nunca conseguiu manter um relacionamento amoroso. Tinha dentro de si o eco das frustrações passadas, etapas importantes da vida saltadas, períodos que deveriam dar-lhe base, segurança afetiva para viver. Tudo que ele queria era amor e paz. Não foi reconhecido como criança e jovem, apenas como o genial astro pop. Não foi acolhido, mas apenas reconhecido pelo pai como semente de sucesso e, logicamente, fonte de dinheiro. Todo mundo ficou sabendo que o espancava e explorava ao mesmo tempo. Como showman faturava milhões, mas como ser humano era difícil conseguir um grama sequer de afeto verdadeiro. Em sua imaturidade aplicou mal seus dólares e se endividou. Quanto mais modificava o rosto, mais distante de si mesmo se colocava. Uma luta inglória contra sua verdadeira aparência.
Gostaria de pedir o que parece impossível, à multidão de fanáticos, imprensa e rede televisiva, que deixem o menino em paz na sua Terra do Nunca! Que aproveitem este episódio triste da criança que se abrigava na ilusão dos medicamentos anestésicos, para refletir sobre o vazio em que a sociedade ocidental capitalista de consumo coloca estes astros e estrelas, transformados em ídolos. Tudo que ele queria era esquecer esse vazio, a imensa solidão em que vivia sua alma em estado infantil num mundo adulto, muitas vezes perverso. Que acolham este ser humano, tão sofrido, num lugar confortável de sua memória. Que procurem lembrar, apenas, de sua dança inédita, o jeito de cantar com a inconfundível voz juvenil, retirando e colocando o chapéu como príncipe de estórias de fada. Finalmente, que reflitam sobre a loucura coletiva que se debruça sobre o corpo de alguém que lutou desesperadamente contra a própria identidade real. Pensem nas crianças, filhos dele , que parecem personagens inventadas, para participar da história de vida de um ser meio duende, meio gente, que encantou o mundo inteiro. Sou uma voz que pede: deixe o menino em paz!

4 comentários:

di-va-gando disse...

Sim Mariinha, concordo com vc, deixem o menino em paz, aqui neste planeta ele não se encontrou, não conseguiu, se encontrar, se conhecer, se identificar como individuo unico e se amar, deixou que sua propria historia o esmagasse.
Desejo a ele um desenvolvimento espiritual muito maior do q ele trouxe nesta vida, que volte com successo, no sentifo geral, quando estiver pronto para enfrentar a terra .
bj, mony

Fragmentos disse...

Querida Maria, concordo sim, devemos deixá-lo em paz! Ele já sofreu o suficiente e creio que os humanos fizeram muito mal a ele.
Beijos,
rosane

aurea@aquino2009hotmail.com disse...

Querida amiga,

Esse artigo está simplismente verdadeiramente profundo em sua sensibilidade tanto sua ao escrevê-lo, quanto a realidade do nosso eterno rei do pop, concordo plenamente com o seu apelo, e façamos uma corrente de Luz e Paz para que ele repouse na mais eterna luz.

Beijos,
Aurea.

Maria Fernanda disse...

É triste como a morte virou espetáculo e ao mesmo tempo uma máquina de dinheiro. Mas todo esse ganho pra quem? Pra quê? Será que se ele ainda estivesse vivo alguém se lembraria de sua atuação fundamental para a música? Foi tão esquecido nos ultimos tempos como artista mas sempre lembrado pelas polêmicas.
Foi uma grande perda mas ele já se foi como muitos outros astros. Então, concordo, deixem ele em paz!
beijinhos

Quem sou eu

Minha foto
Sou alguem preocupado em crescer.

Arquivo do blog

Páginas

Postagens populares