Google+ Followers

sexta-feira, 2 de outubro de 2009




Eu e você
Maria J Fortuna

Um dia ela se perdeu no mar dos seus olhos azuis... Seu jeito terno e silencioso, foi a grande motivação para amá-lo, assim que o viu pela primeira vez. Ele era transparente como as asas da libélula, e tudo se processava, entre os dois, de forma intensa e inesperada. Descobriu naquele seu olhar inocente, o apelo por amor e paz. E sentiu que, apesar de sua seriedade aparente, ele era lúdico como criança, com quem podia brincar entre um por de sol e outro. Ela na primavera e ele no outono.
O amor dos dois foi algo tão bonito quanto o cavalgar firme de um alazão trazendo uma inseparável borboleta em seu dorso.
Um dia, ela o presenteou com dois bibelôs. Eram duas canequinhas de vidro, escrita em uma EU e na outra VOCÊ, e disse para ele:
- Toma EU; levo VOCÊ...
Noite seguinte, numa emboscada da lua crescente, se viram como amantes. Depois das felizes agonias dos momentos da intimidade amorosa, ela mergulhou em seu peito, escutou-lhe o coração, enquanto ele, com os rosto em seus cabelos, cerrou os olhos azuis e celebrou o negro dos olhos dela.
Ficaram ali como se estivessem rezando. Então, lentamente ele esticou a mão esquerda para pegar sua blusa púrpura e dela retirou o bibelô presenteado.
- Aqui está você de volta, disse, estendendo a bibelô EU para sua amada.
E ela, preguiçosamente, procurou no bolso do seu agasalho o bibelô VOCÊ e lhe entregou docemente:
- Tome VOCE para sempre...

Um comentário:

monica disse...

Mariinha, amiga amada, vc e sempre surprendente, deixa a gente sem folego.
Parabens amiga, amei
bj, mony

Quem sou eu

Minha foto
Sou alguem preocupado em crescer.

Arquivo do blog

Páginas

Postagens populares