Google+ Followers

terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

Os dois caminhos de Rosana Diuana







Maria J Fortuna

Conheci  Rosana Diuana nas aulas da inesquecível professora Maria do Carmo Secco, no Parque Lage, em 2012. Aqueles olhos verdes e sonhadores deitavam o lápis no papel- jornal onde fazíamos exercícios de desenho,  e de lá saiam formas espantosamente bem estruturadas e cheias de criatividade! De vez em quando, surpreendia algumas de nós desenhando uma e outra colega como  modelo vivo.  Rabiscava rapidamente, quase sem tirar o lápis do papel. No desenho abaixo retrata nossa saudosa mestra Maria do Carmo.


Dali a algum tempo, começamos pintura em tela com acrílico. Ela nos chamava atenção pelas pinceladas rápidas, fazendo brotar na tela  figuras familiares copiadas de fotos que trazia de casa. Era surpreendente a relação que ela tinha e tem com a tela e a habilidade que logo mostrou em relação ao uso das tintas! Com isso chamou atenção da mestra que passou a aconselhá-la a optar, entre o Direito e as Artes Plásticas, por esta última. Isso porque ela é pós-graduada em Direito Público e Privado, pós-graduada em Magistratura do Rio de Janeiro. Trabalhou como Conciliadora e depois Juíza Leiga  e agora trabalha como Advogada.

Em 2013, por indicação de Maria do Carmo Secco e do artista plástico Daruich Hilal, já comentado em Artes e artes,  começou o curso de Pintura I com o professor Luiz Ernesto. Em seguida, como ouvinte no curso de Questões Práticas-Teóricas da pintura na contemporaneidade, com os professores Bruno Miguel e Luiz Ernesto. Em 2014, começou Pintura II com o professor João Magalhães, permanecendo até hoje. São professores excepcionais, segundo ela, cada um com seu estilo próprio. “Generosos e extremamente cultos, e que trazem um olhar sobre cada um dos meus trabalhos", confessa.  Aí ela tem o desafio diante das análises desses mestres, considerando um estímulo que impulsiona a vontade de superar as adversidades que surgem.



De pintura com figuras familiares partiu para um estilo muito interessante onde retrata figuras de Disney na cidade grande, que surgem daqui e dali como Pato Donald, Batman, numa comunhão entre a realidade e a fantasia:





Rosana nos fala que desenha desde que se entende como gente. O desenho para ela  é  uma janela para um mundo diferente, com cores e forma, declara. “A arte sempre me fez sentir capaz.” Achava a realidade muito difícil e sempre achou que seu caminho para a arte seria natural. Mesmo sentindo que tinha uma desculpa para seguir outro caminho. Foi aí que naquela ocasião, optou pela Faculdade de Direito com a mesma paixão que alimentava pelas artes plásticas. Acreditava que podia conciliar os dois caminhos. Boicotando a sua entrada no Parque Lage por um bom tempo, onde sempre sonhou estudar, entregando-se por grande espaço de tempo ao Direito.
Ao ser indagada sobre o que significa pintar para  essa carioca, esposa, mãe,  artista nata,  respondeu que é quando ela se sente respirando... E que prefere a pintura ao desenho. E pretende seguir pintura profissionalmente e acrescentou:
“Os meus quadros não são pensados, são sentidos. Acho que até por isso acabo pintando muito rápido. Tenho urgência de externar. O que está a minha volta transparece de alguma forma no meu trabalho. Um filme, um livro, uma pessoa andando na rua. Gosto muito de olhar para o rosto das pessoas que cruzam meu caminho”.
Atualmente está desenvolvendo uma linha mais realista, dramática. Já tem inúmeros trabalhos em andamento. Podemos ver este para termos uma ideia da sua nova fase:



Perguntamos sobre os artistas que podem ter influenciado sua obra e ela responde que todo artista sofre influências do meio. E que são muitos os que a influenciaram como Caravaggio, Michael Borremans, Eduardo Berliner, Fábio Baroli, Rodrigo Bivar, Ana Elisa Egreja... e outros.

Creio que em muito breve, seu trabalho será reconhecido. Vejo muitas exposições onde ela vai nos mostrar seu grande talento. E o sucesso será certo. Faz tempo que contemplo com grande admiração suas obras! Torço para que encontre uma forma de conciliar a artista e a advogada, já que ama seus dois caminhos.
https://plus.google.com/u/0/_/focus/photos/public/AIbEiAIAAABECNe2-pft9ZPAiQEiC3ZjYXJkX3Bob3RvKihlOTZkNDA0NTFkMjhhZDM1NzY1MmY1NzZkMDMwYWNjMWZhYThkZmM3MAGAAjnbGPBfDT2znCFrBVawII-2uw?sz=24


4 comentários:

S.J disse...

Sensacional!!! Adoro sua leitura sobre os artistas. Perfeitas.

MJFortuna disse...


Minha leitora assídua que sempre comenta minhas crônicas, contos, poesias, pintura, etc

Além de tantas qualidades, você tem uma virtude que anda muito rara nestes tempos de “SELFIES” , da supremacia do eu, do individual.

A GENOROSIDADE!

Você louva seus amigos e conhecidos. Fala deles, escreve sobre eles . Desvela o que fazem de mais bonito. Partilha conosco os talentos – seus e de seus amigos.

Você tem razão, Rosana é mesmo talentosa! Lindos os trabalhos. E, foi cumulada também com outros dons: a dedicação ao Direito, à Justiça, devotada ao estudo.

Por ela entoamos você e eu DEO GRATIAS!

E por você rezo Ladainhas e Louvores. Que Deus continue abençoando você, inspirando seus escritos e charges, Sua arte enfim.

Privilégio tê-la por perto.

MJFortuna disse...

A minha "leitora assídua, pediu anonimato.

MJFortuna disse...

No Facebook:

Raquel Carvalho Vieira, Laura Lucia Limongi, Daruich Hilal e outras 4 pessoas curtiram isso.

Daruich Hilal Parabéns, querida Rosana e a vc Maria J Fortuna pelo excelente trabalho.
17 de fevereiro às 12:43 · Descurtir · 2

Livia Marques · Amigo de Daruich Hilal e outras 2 pessoas
Parabéns..querida...
17 de fevereiro às 13:32 · Descurtir · 2

Laura Lucia Limongi Parabéns Maria J Fortuna, texto excelente
13 h · Descurtir · 1
Maria J Fortuna

Escreva um comentário...

Quem sou eu

Minha foto
Sou alguem preocupado em crescer.

Arquivo do blog

Páginas

Postagens populares