Google+ Followers

quarta-feira, 11 de novembro de 2015

O Mosaico afetivo de Rose Dubois


Maria J Fortuna

Todo mundo tem dentro de si retalhos, cacos e mosaicos. A vida é aquele quebra cabeça onde a gente fica catando as peças para ver se encaixam nesta ou naquela situação. Li vários autores que se remetem ao mundo das peças inteiras ou quebradas, coloridas ou opacas, de duas cores, três ou mais. Não tem peça totalmente negra ou branca. A gente nasce, e logo mergulha nas cores da vida. Neste composto onde há ou não inteiração entre as peças, está nosso passado afetivo. Para lembrar-nos dos que descansam ou se agitam em nossa memória há um lugar em que as peças se harmonizam... Este espaço onde o vinho do afeto transborda é nosso coração.



Cadência Feminina




Rose Dubois mergulhou em suas lembranças... Ela, Lydia Podoroslski, é memoria viva em seus dias.   Testemunhou afetivamente significativos episódios da trajetória dessa querida dama musical que lhe imprimiu na alma nuances da expressão de sua existência na arte e na vida. Foi assim que, cercada por objetos que a mesma deixou neste mundo, ainda nosso, quando tomou o rumo do desconhecido, que Rose pensou em homenageá-la. Entre reconhecimento e gratidão o afeto.



                                                                          Vocalise


 Pelo fato daquela sua mestra regente e professora de canto ter partido, não houve corte na linha luminosa do afeto que prende uma à outra. Estão definitivamente ligadas pela trajetória da música, das artes.  Uma aqui e outra lá. Mas Rose nos convida à poética viagem a sua bela Exposição que nos fez sentir a mágica presença da homenageada!



                                                                                 Saudades de você


O que mais me encantou foi o tratamento que esta artista visual,  dispensou a cada objeto. Através deles a gente sente o desembrulhar dos momentos que Lydia Podoroslski viveu entre nós, sem que tivéssemos o privilégio de tê-la conhecido pessoalmente, como aconteceu a ela, Rose.
Ao mesmo tempo, a Exposição nos leva a refletir em quantas pessoas significativas  passam pelas galerias ocultas de nossas vidas e permanecem impressas no mural  da memória de todos nós,  e que gostaríamos de homenagear. A atmosfera da Exposição traz estes afetos que estão pendurados, para sempre,  no varal do coração.



                                                               Afetos suspensos


Alguma coisa como poesia se espalha pelo ar na sala da Exposição na UERJ. Colares, pulseiras, broches, partituras, leques, fotos, e outras coisas mais, tudo recolhido do que foi deixado para trás, quando Lydia partiu. Uma vida dedicada á arte. “Um mosaico impregnado de história, é o que ofereço ao expectador, com a cumplicidade e a intimidade de quem compartilha um diário”, foi o que disse nossa artista visual de especial sensibilidade afetiva Rose Dubois. 



Mosaico de Afetos

Uma beleza de Exposição que chega tão perto do coração da gente...
Espero que Rose traga novamente toda essa beleza para as pessoas que, por um motivo ou outro,  deixaram de comparecer a mesma.



Nota: Uma pena! Só consegui escrever sobre Mosaico de Afetos, quando a Exposição já não está mais lá. Foi de 10.10 a 07.11.2015. na Galeria Gustavo Schnoor - Centro Cultural da UERJ. Mas tenho fé que Rose volte a expor em alguma das salas do circuito cultural da cidade.









6 comentários:

S.J disse...

Lindo o seu entrelaçar de todo o passeio poético que Rose Dubois através de sua arte e a essência da admiração por sua mestra de canto Lydia. Simplesmente perfeito.

S.J disse...

Lindo o seu passeio poético sobre a obra de Rose Dubois
Bjs

MJFortuna disse...

Rose Dubois pelo Facebook:

Querida Maria, obrigada pelo texto tão delicado e primoroso. Não fosse eu a Rose Dubois, após leitura tão sugestiva, sairia correndo para visitar a exposição. Beijos

MJFortuna disse...


Lilian Moreira Nogueira

Belo texto que define bem o trabalho delicado e sensível de Rose.

MJFortuna disse...

Ana Lucia Souza Cruz


Que texto maravilhoso Rose!!! Retrata a essência da sua arte e de vc. Bjs

MJFortuna disse...

Adriana Brito


Maria lindo texto assim como Linda exposição!!! Vc expressou com exatidão o que Rose quis nos transmitir!!! Parabéns!!!

Quem sou eu

Minha foto
Sou alguem preocupado em crescer.

Arquivo do blog

Páginas

Postagens populares