Google+ Followers

quarta-feira, 27 de maio de 2009

Rápida do cotidiano

Conversa em fila de Banco

- Pois é minha filha, Tonio apanha dela todos os dias, diz a mulher nº 1
- Aquela branquela é de lascar, diz a mulher nº 2 aparentando muito ódio.
(As duas são negras)
- E ele fica parado, não faz nada, afirma revoltada a mulher nº 1
- Bobo, fica apanhando a toa, sem mais nem menos, acrescenta a nº 2
- O que posso fazer? A mãe não educa, tenta explicar raivosa a nº 1
- Há muito tempo que eu vejo que ela não presta, afirma julgando a nº 2
Conversa vai conversa vem, indaguei
- Que idade tem seu filho?
- Quatro anos, responde a nº 1
- E a pessoa que bate nele?
- Tem um ano, respondeu a nº 1, não calculando o tamanho do absurdo!

Fiquei sabendo no andar da conversa que a criança de um ano apanha horrores da mãe e tem a fisionomia carrancuda como se fosse um adulto.
No mais fico aqui sem comentários...

Nenhum comentário:

Quem sou eu

Minha foto
Sou alguem preocupado em crescer.

Arquivo do blog

Páginas

Postagens populares