Google+ Followers

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Exausta de Deus!


Maria J Fortuna

Estou exausta de Deus! Sinto-me cansada de indagar por que não me ouve. E já enfastiada com pedido sem retorno. Saturada de suas contradições. Por um lado Ele diz: -” Pedi e recebereis, Batei e abrir-se-vos-á”. Por outro diz: - “É necessário que te abandones à vontade divina...” Eu me abandono ou peço? É complicado. Em termo de pedido e de tentativa de abandono, já se passaram mais de 40 anos. Sei que o tempo Dele não é o meu, mas há de se convir que nosso tempo na Terra é muito curto. A não ser que todos nós sejamos reencarnacionistas. Os humanos vivem pouco para deixar de dormir. É isso! Quero dormir a noite toda e me sentir bem no dia seguinte. Mesmo na guerra, acho que as pessoas dormem, e os que não conseguem, enlouquecem! Quando falo em dormir, quero dizer, naturalmente, sem comprimidos. Não peço poder, riqueza, nada, apenas isso! Ainda não o sono eterno, mas o de toda noite mesmo. E ainda tenho que admitir que Ele quer sempre o bem das pessoas e que tudo de bom acontece quando lhe somos fiéis. E ainda que tudo o que acontece é para nosso bem futuro. Mas qual o bem que traz a insônia? Só quero a coisa mais simples do mundo – dormir! Como uma criança que confia e não com a paulada de um psicotrópico.
Um médico homeopata me falou que, para que Ele me ouça, tenho que entrar em sintonia. E que não estou fazendo o pedido de forma correta, porque Ele não está reconhecendo. Como assim, se conhece todas as coisas, até o espaço entre nossas células?
Hoje pela manhã, me postei resolvida a esquecê-Lo, nem que fosse por aquele instante. Fechei os olhos e O ignorei. Procurei esvaziar-me de conceitos e dogmas. Deixei pra lá minha ignorância e procurei esquecer Sua palavra, seus 99 nomes e as mil interpretações que as pessoas dão a Sua palavra. Da loucura do sectarismo e das atrocidades cometidas em Seu nome. Esqueci o Livro e tive a sensação de que realmente estava só comigo mesma. Engraçado, não tive medo, não me senti desconfortável, abandonada ou desamparada. Ficar ali, quietinha, sem a consciência daquela Presença incômoda de quem faz “ouvido de mercador” para minhas preces, trouxe-me sensação de paz e autoconsolo.
Quem sabe nesse esvaziar-me Dele eu não O encontre?

3 comentários:

MJFortuna disse...

Comentário por email de minha irmãmiga Maria Helena Lyrio

Ola irmamiga,
Quanto ao texto,muito lindo. Finalmente a conclusao do texto e' o achado!
Isto 'e MEDITAR: esvaziar-se de tudo. Sons,cores, sensacoes, conceitos e preconceitos. Esvaziar-se invluisive do Todo, de Deus, com nome ou sem nome. Esvaziar-se at'e da quietude e imobilidade que se opoe aos movimentos das ondas mgneticas. Esvaziar-se do silencio, e ate da prece. Mergulhar absolutamente sozinha neste oco vazio de si mesma, esgueirar-se para o nada, mergulhar na Plenitude. Isto 'e MEDITAR...
Sinto falta de meus momentos comigo mesma, mergulhada no vazio do TODO. HA MUITO NAO MEDITO. Ha muito minha mente nao se cala...Tento reencontrar o silencio de mim para mim e ja nao mai o vislumbro...
Aguardo. Silente aguardo. O momento sagrado ha de se instalar de novo quando eu me esvaziar de novo.
Um forte abraco e paz profunda.
Marelena

Roselis Maria disse...

E isso mesmo amiga de letras, voce tem que encarar voce mesma antes de pedir alguma coisa. Eu fico até pensando que o coitado de Deus ja deve estar atordoado com tanta gente a pronunciar os seus tantos nomes e a pedir e pedir...um break também é possivel, e mesMo necessario. Quem sabe pedindo menos e consequentemente nao passando para Ele todos os problemas juntos, nos deixamos ( relaxamos a nos mesmos), e deixamos de enfrentar, de procurar outros que pensem como nos e que lutem. Penso, por ex. ,na irma Tereza de Calcutta, ele nao pedia, ela fazia. Veja bem, nao estou dando liçao de moral nenhyuma,- quem sou eu para isso? - mas so quero lhe dizer - quem sabe ajudo um pouquinho - que invoco Deus - quando invoco - uma vez por semana, dou-lhe tempo, dou-me tempo, e durante a semana vou cutucando verbalmente os amigos e as vezes os desconhecidos mesmo- sobre o que nos HUMANOS poderiamos fazer e nao fazemos esperando que Ele dê conta de tudo. Por isso nos deu alguma força, alguma inteligencia, braços e voz. E incitou à açao, as vezes caritativa, eu prefiro a açao de fazer os outros verem que falam muito de serem fieisd - ouco impporta a religiao - mas nao fazem muito do que sua religiao apregoa. E dou uma ajudazinha aqui - associaçao de cegos - outra aoi - médicos do mundo - e etc.(alem das cutucadas) Saudaçoes,
Roselis BATISTAR

filtrodesonsesonhos disse...

Mariinha:

Seu texto é magnífico.Com toda tanquilidade, você redescobre Deus, ao oermitir que Ele a redescubra através de um silêncio expectante.
A serenidade nosaproxima do Alto.
Um abraço grande e que amamnhã, 18/11, você esteja de mãos dada com Ele.
Carinho:
Clevane

Quem sou eu

Minha foto
Sou alguem preocupado em crescer.

Arquivo do blog

Páginas

Postagens populares